Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

PROGRAMAÇÃO MAIS INTELIGENTE DOS SEMÁFOROS PODE AJUDAR A REDUZIR AS EMISSÕES DE CO2

Mäyjo, 09.04.15

semaforos_SAPO

Os carros em marcha lenta criam emissões de gases com efeito de estufa desnecessárias. Como tal, o senso comum dita que quando menos tempo se despender no trânsito menores são as emissões. Um novo estudo do Massachusetts Institute of Technology (MIT) revela que a reprogramação dos semáforos de forma mais inteligente pode diminuir o trânsito nas grandes cidades, o que diminui as emissões de gases.

Os investigadores do MIT recorreram a um modelo simulado para aplicar uma variedade de algoritmos de forma a testar o impacto de diferentes programações de semáforos no fluxo de trânsito e na eficiência energética. Para o estudo, os cientistas modelaram o trânsito de Lausanne, na Suíça, simulando o comportamento de milhares de veículos por dia, sendo que a cada dia correspondiam características e actividades específicas. Os modelos contabilizaram ainda as mudanças quotidianas no comportamento dos condutores, como a decisão de optar por um trajecto alternativo.

“A estes modelos complicados faltavam algoritmos que demostrassem como utilizar os modelos para decidir como mudar os padrões de programação dos semáforos. Através desta análise criámos uma solução que pode vir a melhorar o trânsito das cidades”, indica Carolina Osorio, investigadora principal do estudo, cita o Inhabitat.

Modelos anteriores de programação dos sinais luminosos já conseguem simular o comportamento do trânsito tanto à escala da cidade como à escala do condutor, mas outras investigações revelaram problemas inerentes a estas formas de programação dos sinais. Através do seu estudo, a equipa do MIT conseguiu criar um modelo que permite reduzir a quantidade de detalhes necessários para a realização dos cálculos dos sistemas de programação mas mantendo detalhes suficientes para fazer previsões úteis.

Actualmente, a equipa está a trabalhar num projecto em Manhattan, Nova Iorque, para testar o potencial do sistema.

Os resultados do estudo foram publicados nas revistas científicas Transportation Science e Transportation Research: Part B.

Foto: PAJ880 / Creative Commons